LOADING

Digite para procurar

5 ações de empresas que vão ajudar brasileiros durante a crise do coronavírus

Redação Trendings
Compartilhar

Ambev, Burger King, Mercado Livre, iFood, Google e outras grandes empresas lançaram ações para ajudar parceiros e a população brasileira durante a pandemia

A batalha contra o coronavírus não está mobilizando apenas o governo e profissionais da saúde. Grandes empresas resolveram participar dessa luta com ações para conscientizar a população, arrecadar recursos para o sistema de saúde e auxiliar brasileiros durante o período de quarentena e home office. Confira a seguir, o que gigantes como Ambev, Burger King, Mercado Livre, iFood e Google estão fazendo nesse momento de crise:

Bancos suspendem pagamentos de dívidas

Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Santander anunciaram que vão prorrogar o pagamento de dívidas das pessoas físicas, além das micro e pequenas empresas, por 60 dias. A ideia das instituições é ajudar a economia brasileira neste momento de crise. A medida só vale para casos em que os empréstimos estejam com pagamento em dia. As informações foram divulgadas pela Istoé Dinheiro.

Ambev produzirá álcool em gel

A gigante de bebidas anunciou que produzirá 500 mil unidades de álcool em gel em sua linha de cervejaria em Piraí, no Rio de Janeiro. Os produtos serão doados a hospitais públicos em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Burger King fará doações ao SUS

A rede de fastfood destinará ao SUS parte da receita líquida da venda de seus sanduíches, segundo informação divulgada pelo Uol. Os recursos poderão alcançar até R$ 1 milhão.

Mercado livre muda logo para incentivar cumprimento mais seguro

Seguindo a recomendação de evitar apertos de mãos, a empresa de comércio eletrônico mudou temporariamente seu logo para um cumprimento mais seguro em tempos de coronavírus. “Juntos. De mãos dadas, ou não”, escreveu a empresa em suas redes sociais.

Startups criam fundos para auxiliar entregadores e motoristas

O IFood criu um fundo de R$ 1 milhão para auxiliar entregadores que entrarem em quarentena ou contraírem o novo coronavírus, segundo informações publicadas pelo Estadão. O fundo será gerido com ajuda da ONG Ação da Cidadania, que será responsável pela distribuição de recursos aos entregadores. A startup de entrega de refeições também anunciou que criará um fundo de assistência de R$ 50 milhões para restaurantes.

A chinesa Didi Chuxing, dona da startup 99, também colocará à disposição de seus motoristas e entregadores US$ 10 milhões. O Brasil está na lista dos países que receberão recursos. O Uber também oferecerá suporte aos motoristas e entregadores.

Google libera recursos para reuniões à distancia

No que depender do Google, professores, estudantes, profissionais de diversos segmentos, amigos e familiares poderão se reunir remotamente. A empresa liberou gratuitamente recursos premium do Hangouts Meet, possibilitando que os usuários façam reuniões com mais de 250 participantes e transmissões de eventos para mais de 100 mil pessoas.

Tags:
Redação Trendings

Produzido pelo Núcleo de Conteúdo da ESPM.

Você vai gostar também

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

A seguir