LOADING

Digite para procurar

Liderança em tempos de crise

Jorge Tarquini
Compartilhar

Não há manual, treinamento, coach ou guru que ofereça respostas prontas para uma crise como a que o mundo vive atualmente. Portanto, é hora de abandonar receitas prontas e resgatar o bom e velho BOM SENSO!

Você está à frente de uma microempresa, de uma pequena equipe, de um setor, de uma empresa inteira – ou até de uma cidade, de um estado ou de um país. Você é o que se chama de “líder”, quem conduz. Uma pessoa cujas ações e palavras influenciam os demais.  Uma pessoa cujas decisões impactam a vida de todos ao seu redor. Para o bem e para o mal.

Certamente, já deve ter lido muitos manuais, feito vários cursos e workshops para aprimorar seu estilo e suas técnicas de liderança – e consultado coachs para diversos assuntos. Certamente rezou pelo catecismo da liderança perfeita: se cercar dos melhores talentos, separar o pessoal do profissional (mas sem descuidar do humano em cada membro do time), desenvolver um bom perfil de líder (mais próximo, mais pragmático, mais isso ou mais aquilo).

Hoje, além de decidir rumos de pessoas e empresas no cotidiano do mundo do trabalho, mais do que nunca é hora de olhar o cenário micro e macroambiental, fazer os contatos mais importantes, negociar, gerir finanças, pessoas, TI, P&D (e muito mais) – já que as decisões são mais desafiadoras do que antes e os eventuais erros, sem muita margem para manobras. Afinal, não há em quem se “inspirar”. Não dá para perguntar a ninguém e nem procurar o que fez fulano diante de uma situação parecida ao que vivemos com o Covid-19.

Vamos manter o negócio funcionando? Vamos continuar pagando salários? Como vamos negociar com bancos, fornecedores e credores? E com quem nos deve? Como ficarão os impostos? Como vamos continuar disponibilizando nossos serviços e produtos no cenário do caos? O negócio sobreviverá se mantivermos todos os empregos e o pagamento dos salários? O que vamos manter do que havia sido planejado? Apostamos que será uma crise breve, média ou longa?

São muitas perguntas – e muita gente olhando para você, esperando… liderança. Ninguém espera mulheres-maravilha ou super-homens. Se me permite não um conselho mas uma troca honesta de impressões, a hora é menos de manuais de gestão e dicas de coachs e mais de resgate de valores. Decisões baseadas em ética, respeito e responsabilidade, que demandam muita coragem, sempre serão as escolhas de um verdadeiro líder. E as que trazem, sempre, os melhores resultados e os mais sustentáveis.

Tags:
Jorge Tarquini

Curador do #Trendings.

Você vai gostar também

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *