LOADING

Digite para procurar

IA pode ser seu maior concorrente no mercado de trabalho. Vai encarar?

Jorge Tarquini
Compartilhar

As possibilidades para a Inteligência Artificial ainda são desconhecidas, mas você precisa decidir hoje mesmo qual será sua relação com ela na vida real…

Alguns profissionais, por razões meio óbvias, são apontados como as primeiras “vítimas” da Inteligência Artificial (IA) em um futuro bem próximo. Inovações festejadas, como consultas online, veículos autônomos, robôs para operações de risco, apps e programas financeiros e de design são apenas a ponta do iceberg. O que está por vir pode arrastar muitas outras profissões para uma mudança radical ou até mesmo a extinção.

Por enquanto, lá estão médicos, contadores, criadores de sites, programadores, corretores de imóveis e até advogados, bem como outros profissionais de atividades de risco, como policiais, pilotos de guerra e ainda motoristas de caminhão e de aplicativos. Veículos jornalísticos nos Estados Unidos e na Europa, por exemplo, já publicam conteúdo produzido por IA – sem que leitores percebam.

O meu ponto é outro. Talvez dê para evitar uma versão “black mirror” do mal-estar e do desconforto da sala de espera para uma entrevista de emprego com outros candidatos – mas agora olhando de esguelha para a tecnologia em vez de para competidores de carne e osso.

Ok: o que você faz hoje talvez seja feito de maneira mais rápida, mais eficiente, com menor custo e até outras vantagens ainda desconhecidas. Porém, há decisões que continuarão a ser tomadas pelos profissionais… O que está à nossa frente é a mudança do perfil de trabalho, a concentração e necessidade de skills (principalmente as soft).

Habilidades físicas e manuais, bem como o processo cognitivo básico (aprender, lembrar e executar), perdem protagonismo, para que sejam mais valorizadas habilidades cognitivas de alto nível (ligadas a avaliar, decidir e criar). E isso quem diz não sou eu, mas um estudo conduzido pelo McKinsey Global Institute. Veja na tabela abaixo, que projeta como a automação e a IA vão acelerar a mudança das skills necessárias em todos os setores de atividade nos Estados Unidos.

Gráfico sobre skills mais utilizadas no trabalho nos EUA
Fonte: McKinsey Global Institute workskills model; McKinsey Global Institute analysis

Assim, a escolha no futuro bem próximo será: você quer disputar espaço (e provavelmente perder) com a IA ou ser quem a cria, avalia e decide seus rumos? Afinal, o humano sempre será necessário: e médicos, contadores, criadores de sites etc. farão toda a diferença nos bastidores dessa revolução.

LEIA TAMBÉM:

Inteligência artificial reduz custos e aumenta produtividade na área jurídica

Big Data: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

“Estamos entrando em uma segunda era digital” afirma Don Tapscott

Tags:
Jorge Tarquini

Curador do #Trendings.

Você vai gostar também

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *