LOADING

Digite para procurar

Busca por jogo de tabuleiro bate recorde durante a quarentena

Filipe Oliveira
Compartilhar

Para especialistas do setor, bom momento está ligado a necessidade de se desconectar das telas e socializar com a família. Interesse em quebra-cabeça também cresce e atinge em abril maior resultado desde outubro de 2013 no Google Trends

Computador, TV, smartphone, tablet, videogame. Em tempos de isolamento social, muita gente tem passado o dia em frente a telas. De acordo com especialistas em saúde, a exposição excessiva a esse tipo de equipamento é nociva para o corpo e para a mente. Mas se parques, shoppings, academias, baladas e restaurantes estão fechados, de que outra forma é possível se distrair? Jogos de tabuleiro e quebra-cabeças têm sido a solução para muita gente.

Dados do Google Trends mostram que o interesse por quebra-cabeças em abril foi o maior registrado nas buscas do Google desde outubro de 2013. Já no caso dos jogos de tabuleiro, o interesse em maio foi o maior já registrado em todo o período em que dados estão disponíveis (desde janeiro de 2004).

Interesse por jogos de tabuleiro bate recorde
Interesse por quebra-cabeça no Google é o maior desde outubro de 2013

Angelo Marin, gerente de produtos da Grow – empresa brasileira especializada em jogos e quebra-cabeça – confirma o bom momento do setor. “A gente está indo muito bem. O varejo físico está parado, mas o digital apresentou um crescimento muito acima do esperado”, comenta. “Se você olha as buscas no Google Trends em relação a jogos de tabuleiro ou quebra-cabeças, vai ver que teve um crescimento grande que corresponde a algo como o período de Natal.”

Para Vince Vader, professor da ESPM e desenvolvedor de jogos de tabuleiro, os board games [nome em inglês utilizado pelos entusiastas] e quebra-cabeças tem sido uma espécie de “detox digital” e ferramenta para “socialização” de famílias durante a pandemia. “Uma das necessidades básicas do ser humano no mundo contemporâneo é o entretenimento. O que virou o entretenimento neste momento? A televisão, a Netflix, o WhatsApp. Mas chega uma hora que cansa ficar olhando para telas. Aí entram os jogos de tabuleiro e quebra-cabeças”, analisa. “As pessoas começaram a redescobrir entretenimentos na coisa analógica.”

De acordo com os especialistas, além de entreter, esse tipo de game ajuda a exercitar e desenvolver algumas skills. “No caso de um jogo de estratégica, está desenvolvendo o pensamento estratégico. No caso de um quebra-cabeça, tem a questão da identificação de padrões. Sempre estamos aprendendo algo com os jogos, sejam digitais ou analógicos”.

É o que também comenta Marin. “Os nossos jogos desafiam a inteligência das crianças, tem uma série de benefícios pedagógicos e também são importantes na questão da socialização”, comenta o gerente da Grow. “No caso do quebra-cabeça, estudos apontam melhora da capacidade cognitiva e de reconhecimento das imagens, e aumento da autoestima para os idosos, por exemplo. É um exercício mesmo”.

Família brincando com quebra-cabeça

Tabuleiro digital

Mas e quem quer jogar com os amigos durante o isolamento social? Se não se importar em passar mais tempo nas telas, uma versão 2.0 dos tabuleiros pode ser a solução. “Tenho um grupo de amigos que a gente se reunia toda semana para jogar. Veio a pandemia e não pudemos nos reunir. Mas encontramos uma solução interessante: um site chamado Table Topia, em que você joga board games online”, comenta o professor da ESPM. “A gente liga a câmera no WhatsApp ou no Hangouts e vamos conversando durante o jogo. É como se fosse um jogo de tabuleiro mesmo. Tenho usado muito essa plataforma na pandemia. Mas ainda prefiro jogar presencial. Gosto dos componentes, acho legal a parte física da história”.

Tags:
Filipe Oliveira

Editor do #Trendings.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *