fbpx
LOADING

Digite para procurar

8 lições para empreender com sucesso

Patrícia Rodrigues
Compartilhar

André Tanesi, professor de empreendedorismo e startup mindset da ESPM e um dos fundadores da Descola, explica os principais caminhos para o sucesso de novos projetos

1 – Identifique o problema 
Muita gente quer criar um novo negócio — seja app ou um site — apenas com uma ideia na cabeça quando o objetivo, na verdade, deve ser a resolução de um problema existente. “As pessoas querem algo que acabe com alguma dor. Ninguém vai pagar por alguma ideia se nada for resolvido por meio dela.”

2 – Tenha foco 
Muitos empreendedores ou aqueles que sonham em empreender costumam “enxergar” oportunidades em todas as esquinas e em diferentes áreas. “Não dá para fazer tudo ao mesmo tempo: estabeleça apenas um objetivo, com começo, meio e fim. Teste por, pelo menos, seis meses.”

3 – Invista no time
Em geral, na hora da contratação, aposta-se apenas em perfis muito juniores. Mesmo com poucos funcionários, é preciso ter profissionais com autonomia, organização, que tomem decisões e tenham responsabilidade com as entregas. “Também não adianta só chamar parentes e amigos, pois além do comprometimento, uma startup possui um ambiente totalmente diferente de uma grande empresa, onde a imprevisibilidade das situações, bem como os problemas, tem mais chance de ser controlada”.

4 – Pense de onde virá o dinheiro
No começo é contado ou não há. Pode haver investimento inicial próprio e um bom conhecimento de mercado ou conseguir um investidor-anjo, que é muito raro de acontecer. “Quem tem dinheiro para investir não se satisfaz com dados de PowerPoint. Se não há um repertório de atuação e resultados palpáveis, dificilmente aparecerão investidores- anjos.”

5 – Conheça o seu fundo do poço
Especialmente se está usando suas economias para investir no próprio negócio, jamais coloque todo seu dinheiro nessa empreitada. “Estabeleça uma porcentagem para gastar e determine o risco (como ficar até um ano sem salário, por exemplo). Acabou o dinheiro ou o tempo estipulado para o negócio rodar, tenha em mente que não vai dar para colocar nem mais um real”.

6 – Oferte um produto minimamente viável
Esperar ter um produto “redondinho” traz o risco de perder um tempão só planejando, sem entrega alguma e também sem dinheiro (que, a essa altura, já deve ter acabado). “Mais uma vez, um produto tem que ser criado parar atender a uma dor do cliente. Um minimamente viável já ajuda a entender melhor as necessidades do usuário, como ele reage e oferecer dados mais preciso para a evolução no mesmo ritmo.”

7 – Seja adaptável
Não adianta teimar se, passada a fase de testes, for preciso fazer correções de rota. “Quem não está aberto a mudar a direção não consegue rodar.”

8 – Tenha timing
As empresas que não fazem entregas, não cumprem os prazos, os combinados e nem as promessas correm muito risco de serem engolidas. “Se há falta de agilidade na tomada de decisões em uma startup, dificilmente ela se tornará uma grande empresa. Até mesmo porque o diferencial desse modelo de negócio é promover soluções a curto prazo.”

Tags:
Patrícia Rodrigues

Jornalista colaboradora do Trendings.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *